04 Aug 2016

A proximidade do início da colheita de trigo no Paraná e em São Paulo e as expectativas de boa safra em todo o País devem reduzir o ritmo de alta das cotações do cereal e da farinha. Além disso, as maiores importações de trigo, favorecidas pela queda do dólar frente ao Real, e os estoques mundiais elevados reforçam a possibilidade de enfraquecimento dos preços no curto prazo. Por outro lado, segundo pesquisadores do Cepea, as perspectivas de que o setor de ração continue demandando trigo em detrimento do milho devem contribuir para amenizar possíveis quedas.

Apesar da demanda relativamente enfraquecida na última semana, vendedores que ainda detinham o grão estiveram firmes nas negociações, mantendo em níveis altos os preços do trigo no Brasil. Assim, o valor médio do trigo no Paraná, refletido pelo Indicador CEPEA/ESALQ, fechou a segunda-feira, 1º, a R$ 909,29/t, ligeira alta de 1,67% em sete dias. 

Fonte: Cepea