28 Nov 2016

Cepea, 28 – A oferta reduzida de soja no mercado interno somada aos aumentos nas cotações norte-americanas e ao início conturbado do cultivo na Argentina têm resultado em reações de preços no Brasil. Além disso, conforme colaboradores do Cepea, chuvas abaixo do esperado têm preocupado sojicultores do Sul, de São Paulo e de Mato Grosso do Sul quanto ao avanço do cultivo da safra 2016/17, já que o clima é um dos principais fatores que influenciam a disponibilidade de produto no mercado e, consequentemente, os preços.

Entre 18 e 25 de novembro, o Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR), subiu 1,5%, fechando a R$ 79,91/saca de 60 kg na sexta-feira, 25. A média ponderada da soja no Paraná, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, foi de R$ 77,13/saca 60 kg na sexta, aumento de 4,1%. 

Fonte: cepea