26 Jul 2016

A passagem de uma frente fria pelo Rio Grande do Sul nesse início de semana mantém uma condição de tempo fechado e com chuvas a qualquer hora do dia em grande parte do Estado. Esse sistema também deverá provocar pancadas de chuvas sobre Santa Catarina. Nas demais localidades da região Sul, bem como em todo o Sudeste, Centro-oeste e no Matopiba e Pará o tempo seguirá aberto e sem previsões para chuvas. Se essas chuvas no Sul irão elevar e até mesmo manter os níveis de umidade do solo elevados, beneficiando o desenvolvimento das lavouras de inverno, principalmente o trigo. Porém, por outro lado, produtores de arroz reclamam das chuvas, uma vez que inviabiliza os trabalhos de preparo do solo e aplicações de herbicidas para o plantio da nova safra que deverá se iniciar daqui a 30 dias. E o tempo seco no restante do Brasil possibilita a plena realização da colheita do milho, feijão, cana de açúcar, algodão e café. Que seguem apresentando índices de produtividade bem abaixo da média em todas as regiões produtoras. 

Contudo, a partir de amanhã essa frente fria já deverá se afastar para o mar e o tempo volta a ficar firme em, praticamente, todo o Brasil, com exceção apenas para as faixas litorâneas das regiões Norte e Nordeste, que seguirão com pancadas de chuvas. E na quinta-feira uma massa de ar polar irá avançar sobre toda a região Centro-Sul provocando a queda acentuada das temperaturas, principalmente as mínimas. Onde há riscos para ocorrências de geadas em vários pontos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e até mesmo no extremo sul e leste do Paraná. A previsão de que essa geada seja de fraca intensidade e não venha a atingir áreas produtoras. Até mesmo para a cultura do trigo, os impactos serão mínimos. 

Fonte: Clima News