Primeira etapa do Rally da Safra 2017 indica recorde de produção

09 Feb 2017

Após percorrer mais de 33 mil quilômetros no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná no último mês, os técnicos do Rally da Safra 2017 encerram a etapa de avaliação de lavouras de soja precoce. Diante do cenário encontrado nessa fase inicial da expedição, a Agroconsult revisou sua previsão para 105,3 milhões de toneladas, com perspectiva de alta - a ser confirmada com os resultados das próximas equipes do Rally. Nos Estados do MAPITOBA (Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia), Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina bons volumes de chuvas durante o mês de fevereiro serão essenciais para confirmar as expectativas. “Fizemos em torno de 500 amostras de campo e mais de 70 visitas a produtores, sindicatos rurais, associações e entidades do setor durante as três primeiras equipes”, explica Valmir Assarice, analista da Agroconsult e um dos coordenadores do Rally da Safra. “As amostras e visitas confirmam o bom potencial produtivo da safra e os produtores estão muito otimistas com as primeiras áreas colhidas”.

No Mato Grosso, foram percorridas as regiões Médio-Norte, Oeste e Sudeste, onde os relatos dos produtores e as avaliações de campo apontaram resultados muito superiores aos da safra passada. Nas áreas visitadas no Médio-Norte e no Oeste foram relatadas perdas pontuais com grãos ardidos pelo excesso de umidade. A ferrugem está presente, mas o controle foi feito pelos produtores. A incidência de lagarta está menor em relação à safra passada – os técnicos detectaram, porém, um percentual maior de lavouras nas quais há presença de antracnose e mancha-alvo. Já no Sudeste do Estado, tanto as lavouras precoces quanto as mais tardias apresentaram excelentes condições. Ainda assim os produtores demonstraram apreensão com a previsão de que haverá vários dias consecutivos de chuvas em meados de fevereiro, quando 30% a 40% das lavouras estarão prontas para a colheita.

No Oeste do Paraná, as temperaturas mais baixas durante as noites de dezembro favoreceram o enchimento de grãos e alongaram o ciclo das plantas, retardando a colheita. Nas lavouras do Sul do Mato Grosso do Sul houve seca no início da temporada e um novo veranico de pouco mais de dez dias em janeiro. Apesar disso, uma avaliação preliminar mostra que a produtividade das lavouras deve ficar bastante próxima da média histórica. As perspectivas são de boas produtividades – os melhores resultados devem ser obtidos no Norte do Estado, onde não há relatos de problemas na safra. No Sudoeste de Goiás, região de soja precoce, houve alguns dias mais secos. Mas são esperados resultados superiores aos da safra passada.

Na próxima segunda-feira, dia 13, a Equipe 4 volta a campo para avaliar lavouras no Médio –Norte e Oeste do Mato Grosso, em Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Campo Novo do Parecis, Tapurah e Sinop. A Equipe 5 permanecerá no Estado, visitando áreas em Gaúcha doNorte, Querência, Nova Xavantina e Barra do Garças, finalizando em Uberlândia (MG) em 23 de fevereiro.

Já a equipe 6 percorrerá as lavouras de Minas Gerais, Goiás e Bahia. A Equipe 7 visitará áreas nos Estados do Sul entre os dias 13 e 19 de março e a Equipe 8, a região do MAPITOBA, entre 18 e 24 de março.

Novidade

Nesta edição do Rally da Safra 2017, os técnicos ampliarão a permanência no campo, ficando de janeiro a agosto entre o trabalho de levantamento nas lavouras e 15 eventos regionais com produtores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Bahia, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Serão oito equipes em campo para avaliar amostras de soja e três para verificar o milho segunda safra, em um total aproximado de 85 mil quilômetros percorridos. Serão mais de 1.000 lavouras visitadas em 12 estados que correspondem por 95% da área de produção de soja e 72% da área de produção de milho.

Outras três equipes avaliarão o milho segunda safra entre os dias 08 e 26 de maio no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2017 chega à 14ª edição com patrocínio do Banco Santander, Bayer, Monsanto, Pirelli, VLI, Volkswagen, Yara e com apoio da Aprosoja MT, Agrosatélite, FIESP, Fundação Agrisus e Impar Consultoria no Agronegócio.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydasafra.com.br, com informações atualizadas diariamente no www.twitter.com/RallydaSafra e www.facebook.com.br/RallydaSafra

 

Fonte: Rally da Safra