10 Aug 2016

Uma nova ação do programa Família Paranaense está mudando a realidade da população de baixa renda que vive na área rural. É o Renda Família Paranaense Agricultor Familiar, benefício criado pelo Governo do Estado que transfere um valor fixo às famílias para ser investido na melhoria da vida no campo. Coordenado pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social em parceria com a Emater, o projeto tem como meta atender 700 famílias neste ano. 

Quando soube que poderia receber o novo benefício, o agricultor Jonas de Pina não teve dúvidas: o melhor destino para o dinheiro seria instalar uma nova caixa d’água no local onde mora com a mulher e três filhos na área rural de Doutor Ulysses, na Região Metropolitana de Curitiba. Até então, a água usada pela família vinha de uma caixa d’água antiga, produzida com amianto – fibra proibida em algumas localidades por ser suspeita de causar doenças – e sujeita a contaminação, por estar instalada perto da pastagem do gado. 

Com o auxílio da Emater, Pina deu início ao projeto. Hoje até os vizinhos utilizam a água que vem da caixa recém-instalada com o recurso que recebeu. A outra parte do dinheiro foi usada para comprar sementes de vagem e plantar, também com ajuda da Emater. O resultado da colheita surpreendeu. Com R$ 1,5 mil que recebeu, Pina plantou a vagem e lucrou R$ 3,5 mil em 50 dias. “Agora estou guardando o dinheiro para o próximo plantio”, diz Pina, que é atendido pelo programa Família Paranaense desde 2014. 

O técnico Cesar Ducheiko, do Emater, ajudou o agricultor nos projetos. Ele conta que, com a orientação recebida, os pequenos produtores se sentem mais seguros. “Os produtores ficam motivados, têm perspectiva de que podem melhorar a renda, a segurança alimentar e a saúde da família”, explica o técnico. 

COMO FUNCIONA – As famílias selecionadas são identificadas por um técnico da Emater. A coordenadora do Família Paranaense, Letícia Reis, explica que, além de estarem incluídas no programa, elas devem sobreviver da agricultura e ter renda per capita mensal de até R$ 170,00.

Aquelas que atendem aos critérios recebem a visita do profissional para fazer a adesão e começam a receber o benefício, no valor de R$ 2 mil ou R$ 3 mil, dependendo da renda da família. 

Segundo o representante da Emater Raul Brianese o órgão tem a incumbência de orientar a família para projetos voltados para a melhoria da qualidade da água e do saneamento, da produção de alimentos para o autoconsumo e para a geração de renda. 

“É um projeto que vai ser negociado com a família, conforme seu desejo, sua necessidade. A partir daí ela tem um acompanhamento para que implemente esse projeto orientado, de maneira que o resultado seja o mais satisfatório possível”, afirma Brianese.

CAPACITAÇÃO – A primeira etapa do projeto, iniciada em novembro do ano passado, beneficiou 49 famílias dos municípios de Inácio Martins, Doutor Ulysses e São João do Triunfo. 

Para que mais famílias tenham acesso ao benefício, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e a Emater promovem, nesta terça (9) e quarta-feira (10) uma capacitação para orientar equipes técnicas envolvidas no projeto. 

Participam servidores e representantes dos comitês regionais, municipais dos três órgãos envolvidos, e dos municípios de Antônio Olinto, General Carneiro, Imbaú, Ivaí, Ortigueira, Paula Freitas, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Porto Vitória Reserva, Tibagi e Ventania. 

O objetivo é orientar os participantes a respeito dos critérios para inclusão de novas famílias e demais procedimentos para que a meta estabelecida pelo Governo do Estado seja atingida. Para a expansão do projeto outras capacitações estão programadas na sequência. 

FAMÍLIA PARANAENSE – O programa Família Paranaense é o principal programa do Governo do Paraná para a superação da pobreza. É coordenado pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com 18 secretarias, órgãos estaduais e municípios. 

Desde a implantação, em 2012, mais de 233 mil foram atendidas, em todos os municípios do Estado. Até junho deste ano, foram investidos R$ 131 milhões em ações como transferência de renda, apoio financeiro aos municípios para o atendimento à população e projetos voltados para crianças e adolescentes.

Fonte: Governo do PR