19 Dec 2016

Os preços do milho estão se sustentando na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, influenciados pela maior presença de compradores e pela postura firme de vendedores. De acordo com pesquisadores do Cepea, neste período de final de ano, muitos armazéns e cerealistas entram em recesso, e, com isso a oferta tem diminuído e os vendedores ativos são menos flexíveis nos valores de negociação do milho no spot.

Em Campinas (SP), base para o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, os preços subiram 2,53% entre 9 e 16 de dezembro, fechando a R$ 38,87/saca de 60 kg na sexta-feira, 16. Mesmo que em menor intensidade, ainda observam-se comportamentos distintos entre regiões acompanhadas pelo Cepea e também entre os mercados de balcão e de lotes. 

Fonte: Cepea