14 Jul 2016

Garantir a segurança e a saúde no trabalho é fundamental em qualquer função e, no campo, essa situação não é diferente, principalmente no que diz respeito à utilização de agrotóxicos. Se não for manuseado corretamente pode ocasionar danos graves à saúde.

Diante disso, com o objetivo de capacitar os produtores rurais com base em medidas de segurança e saúde no trabalho com pesticidas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em parceria com a empresa Souza Cruz, promoveu, no final do mês de junho e início do mês de julho, o treinamento de Saúde e Segurança no Trabalho com Agrotóxicos, nas comunidades de Volta Triste, Rio da Estiva e Distrito de Itaió, em Itaiópolis, no norte do Estado.

Ao todo, foram capacitados 46 produtores nos três encontros.  O treinamento foi ministrado pelo prestador de serviço em instrutoria, Maicon Diego Duffecky.  “O curso aborda as medidas de segurança em cumprimento ao item 31.8.8 – Agrotóxicos, Adjuvantes e Produtos Afins, da Norma de Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária, Silvinicultura, Exportação Florestal e Aquicultura”, explica a supervisora do Senar/SC na região norte, Carine Weiss.

De acordo com Duffecky, é fundamental que os produtores tenham conhecimento das medidas adequadas de primeiros socorros, além da maneira correta e segura na aplicação, transporte e armazenamento do pesticida. “Até mesmo a destinação das embalagens vazias deve ser efetuada com cuidado, assim como a rotulagem dos agrotóxicos”, salientou.

Os produtores tiveram a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos sobre conceitos, características e formas de exposição direta e indireta aos agrotóxicos. As consequências do uso inadequado do pesticida, sinais e sintomas de intoxicação, uso de vestimentas, equipamentos de proteção pessoal e limpeza, manutenção das roupas e equipamentos de proteção pessoal também foram trabalhados.

Fonte: MB Comunicação