15 Feb 2017

De um lado, os frigoríficos não possuem interesse em alongar as escalas na tentativa de manter os estoques de carne bovina enxutos, já que o consumo não apresenta melhora e essa é uma das estratégias para limitação da queda dos preços.

De outro, principalmente nas regiões onde as pastagens estão em melhores condições, o pecuarista reluta em entregar o animal terminado diante das tentativas de compra em valores menores, o que limita a oferta.

Em São Paulo, as tentativas de compra até R$2 a arroba abaixo da referência são cada vez mais comuns. No estado, a arroba do macho terminado está cotada em R$146, à vista, uma queda de 0,7% desde o início do mês e para os próximos dias não são descartados recuos.

No mercado atacadista de carne com osso os preços ficaram estáveis na última terça-feira, dia 14. O boi casado de animais castrados ficou cotado em R$9,41 o kg. A entrada da segunda quinzena do mês, quando normalmente a população apresenta menor poder de compra, pode resultar em desvalorizações em curto prazo.

Fonte: Canal Rural