Encontro discutirá estratégias de resultados para a pecuária lucrativa

31 Jan 2017

12º Encontro Confinamento: Gestão Técnica e Econômica será realizado em Ribeirão Preto (SP), entre os dias 8 e 10 de março

 

Depois de atravessar o ano de 2016 com algumas dificuldades, muitos pecuaristas não conseguiram grandes resultados, sobretudo pelo alto custo do milho, principal ingrediente da dieta bovina, que representa mais de 60% do custo da alimentação. No mercado de reposição, o ágio da arroba do boi magro sobre o boi gordo também deixou alguns confinadores no prejuízo.

No entanto, as perspectivas para o ano de 2017 já se mostram mais animadoras. O número de animais confinados deve voltar a crescer neste ano e ultrapassar 4 milhões de cabeças, em virtude da expectativa de custos menores ao longo do ano, como reflexo da previsão de safra recorde de grãos no país. Neste sentido, o milho já começa a apresentar sinais de queda nas cotações.

Outro fator importante que pode favorecer o crescimento do consumo interno é a queda da inflação, que será decisiva para estimular os preços da arroba, já que o mercado interno consome 80% da produção de carne bovina.

Neste cenário positivo, é hora de mover as peças para avançar no mercado global, tendo em vista que a chave para o crescimento na pecuária lucrativa está na integração das tecnologias.

Para discutir as estratégias de resultados para a pecuária lucrativa, a Coan Consultoria, em parceria com a SBA (Sistema Brasileiro do Agronegócio), promove o 12º Encontro Confinamento – Gestão Técnica e Econômica, que será realizado entre os dias 8 e 10 de março, no Centro de Eventos do Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto (SP).

Rogério Coan, diretor da Coan Consultoria, confirma que as perspectivas para a pecuária de corte em 2017 e, consequentemente, para o confinamento, são boas. “Esperamos um aumento na produção de grãos e seus resíduos e boa relação de troca na reposição de animais”, enfatiza.

Por outro lado, continua Coan, “quando analisamos a remuneração da arroba, visualizamos um grande entrave na equação do lucro, denotando ao pecuarista a necessidade de buscar a integração das tecnologias de produção à pasto e confinamento, aliadas à um processo eficiente de gestão, visando tornar a atividade pecuária mais rentável e competitiva”, destaca.

A programação do 12º Encontro Confinamento apresentará muitos destaques, com foco não só nas tecnologias de produção, mas também em temas relacionados ao mercado de commodities, custos de produção, estratégias de comercialização, gestão e manejo.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site www.gestaoconfinamento.com.br.

Fonte: News Prime