Mudar região - quarta-feira, 22 de outubro de 2014
Postado em: 06/01/2012 00:00:00
Fonte: Governo do Piauí
Editoria: Agricultura

Cultivo da uva no sertão do Piauí já é realidade

O cultivo de uva no sertão do Piauí já é uma realidade. O Assentamento Marrecas, na zona rural do município de São João do Piauí, a 450 quilômetros de Teresina, pioneiro na produção da fruta em escala comercial, se prepara para ampliar seus parreirais para conquistar novos mercados, inclusive São Paulo.

Resultado de parceria do Governo do Estado e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), a experiência dos assentados com a produção de uva é recente. O registro da primeira safra data de 2007, quando foram colhidas 17 toneladas numa área de quatro hectares.

De lá para cá, embora a área plantada indique pequeno crescimento, a produtividade ganhou as alturas e, hoje, numa única colheita, o agricultor consegue 30 mil quilos do produto por hectare. Para o festival que se inicia no próximo dia 13, a estimativa é de que sejam colhidos 60 mil quilos num parreiral de apenas dois hectares.

Um parreiral possui vida útil de 40 anos e a tendência da produção é crescer cada vez mais, obedecendo-se os critérios técnicos de poda e de repouso das plantas. No Assentamento Marrecas, há condições de se conseguir até três colheitas por ano, rendendo algo em torno de 360 mil quilos de uva.

São João do Piauí, uma das regiões mais secas do Estado, possui solo profundo, com baixo índice pluviométrico e sol praticamente o ano inteiro, o que torna o município área ideal para o desenvolvimento de parreirais. O solo do Piauí chega a oferecer melhores condições que o de Petrolina, no estado de Pernambuco, conhecido polo fruticultor brasileiro.

Quase a totalidade da uva produzida em São João do Piauí é adquirida por uma rede de supermercados de Teresina, mas já há gente de outros estados de olho no produto. “Tem um pessoal de São Paulo também interessado em comprar da nossa uva. Os primeiros contatos já foram feitos por telefone”, garante Tomaz Ribeiro, produtor e ex-presidente da Associação dos Produtores Irrigantes de Marrecas.

     
 
Social
RC Mercado
RC Mercado
Siga-nos
Facebook
Orkut
Twitter
 
 
 
© 2012 - Rural Centro - Todos os Direitos Reservados. r1.1.5246.22724
x

Veja mais notícias