03 Oct 2016

Mesmo com a atual oferta limitada de soja no Brasil, compradores reforçaram a pressão sobre as cotações nos últimos dias, no intuito de adquirir a oleaginosa a valores menores. Produtores, porém, continuaram focados no avanço da colheita e sem necessidade imediata de “fazer caixa”, mantendo as negociações travadas e pontuais.

Entre 23 e 30 de setembro, o Indicador da soja Paranaguá ESALQ/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e negociado na modalidade spot (pronta entrega), no porto de Paranaguá (PR), caiu 0,9%, acumulando queda de 1,8% no mês e fechando a R$ 77,77/saca de 60 kg na sexta-feira, 30. A média ponderada da soja no Paraná, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, recuou 0,8% entre 23 e 30 de setembro e 0,3% no mês, indo para a R$ 75,15/saca 60 kg na sexta-feira, 30.

Fonte: Cepea/Esalq