17 Jul 2017

O Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, se reúne, nesta segunda-feira (17/7) com o secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue. A intenção é negociar a reabertura do mercado norte-americano para a carne bovina fresca do Brasil.

"Uma equipe técnica do MAPA já está lá fazendo as reuniões preparatórias. A missão não é nada fácil, mas, vamos buscar reverter o quadro de embargo à carne brasileira", disse o ministroe, em postagem em redes sociais.

O encontro está previsto para as 13 horas, pelo horário de Brasília, de acordo com a agenda informada pelo Ministério. Antes, o ministro se reúne com o embaixador do Brasil em Washington, Sérgio Amaral, e com o adido agrícola Luiz Claudio de Caruso e Santana.

A suspensão das importações foi anunciada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no dia 22 de junho. Segundo o comunicado, desde março, época em que foi deflagrada a Operação Carne Fraca, toda a carga proveniente do Brasil vinha sendo inspecionada pelas autoridades.

Com base nessas inspeções, o USDA informou ter rejeitado 11% dos carregamentos, muito mais do que a média registrada em relação à carne de outros países, que é de 1% de rejeição. Foram impedidos de entrar no mercado norte-americano 106 lotes, somando 1,9 milhão de libras.

Reconhecendo o problema, o governo brasileiro informou que a rejeição da carne in natura foi motivada pela ocorrência de abscessos causados por reações à vacinação contra a febre aftosa. E determinou medidas para atender às exigências sanitárias dos Estados Unidos.

Conforme divulgou o Ministério da Agricultura, Blairo Maggi pretende informar pessoalmente a Sonny Perdue sobre as medidas adotadas pelo Brasil. Uma delas, a determinação de que cortes de carne da parte dianteira do animal sejam embarcados apenas na forma de recortes ou cubos.

 
 
 

Shop

Fonte: Globo Rural