25 Sep 2017

O clima quente e seco dos últimos dias em todo o País tem atrasado o início dos trabalhos de campo da safra 2017/18, afastando produtores do mercado. As exportações elevadas, por sua vez, também mantêm produtores retraídos. Nesse cenário, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa apresentou forte alta de 6,2% entre 15 e 22 de setembro, fechando a R$ 30,64/saca de 60 quilos na sexta-feira, 22, o maior preço desde 27 de março deste ano.

Além da preocupação quanto a uma possível menor oferta da temporada de verão, agentes consultados pelo Cepea acreditam que o clima também pode interferir na segunda safra, devido à semeadura tardia na região Centro-Oeste. 

Fonte: Cepea