Chuva eleva umidade do solo e beneficia lavouras do CO

31 Jan 2018

Áreas de instabilidade atuam em grande parte do centro-norte do Brasil nesta quara-feira. Com isso, o dia será mais de tempo fechado e chuva a qualquer hora do dia em grande parte das regiões produtoras de Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia, incluindo o Pará. Porém, é no Mato Grosso que a situação é a mais complicada, pois muitos produtores estão desde o final de semana impossibilitados de realizar qualquer tipo de atividade no campo, principalmente a colheita da soja e posterior plantio das lavouras de segunda safra. Esse novo atraso no plantio do algodão poderá começar a comprometer a janela ideal de plantio, bem como trazer um percentual maior de grãos de soja com avarias.

 Tendência

A tendência é que a partir de amanhã as chuvas comecem a dar uma trégua, entretanto, ainda há previsão de chuvas diárias, só que na forma de pancadas. Em Goiás, Mato Grosso do Sul e nas demais regiões produtoras, as chuvas que vêm ocorrendo e que estão previstas para os próximos dias são bastante benéficas, uma vez que estão elevando os níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras.

 No Sul e em São Paulo, tanto esta quarta-feira quanto os próximos dias serão marcados pelo tempo seco e sem chuva. Porém, a partir do próximo final de semana, uma nova frente fria avança pelo Rio Grande do Sul e leva mais chuvas a todas as regiões produtoras do estado, bem como a Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. Isso deve manter as condições extremamente favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, não sendo observada nenhuma grande anomalia que possa comprometer os potenciais produtivos das lavouras.

 Argentina

Na Argentina, a situação é bem semelhante ao do Sul do Brasil. Tanto esta quarta-feira, quanto toda a semana será marcada pelo tempo aberto e sem previsão de chuva. Entretanto, para o inicio da semana que vem, são esperadas chuvas mais generalizadas e em bons volumes sobre boa parte das principais áreas produtoras do país. Ao longo da semana que vem, a chuva deve ocorrer em praticamente todas as regiões produtoras. Não serão chuvas volumosas, mas suficientes para elevar os níveis de umidade do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras.

 

Fonte: climatempoconsultoria.com.br